.

.
Somos uma equipe de profissionais treinados, buscando sempre soluções de alta qualidade e preço justo, trabalhando sempre como consultor e conselheiro do segurado. Nossa meta: Identificar as áreas de exposição e recomendar soluções de alta qualidade. Para falar conosco em Campos dos Goytacazes-RJ disponibilizamos os seguintes canais de comunicação: e-mail: seguroemtemposderiscos@gmail.com

sábado, 16 de fevereiro de 2019

domingo, 20 de janeiro de 2019

Governo publica lista de feriados e pontos facultativos em 2019

O governo federal publicou no Diário Oficial da União a lista com os feriados e pontos facultativos da administração federal em 2019. A lista não inclui feriados estaduais e municipais.

Para mais informações clicar AQUI

Fonte: Agência Brasil

sábado, 19 de janeiro de 2019

OMS lista as 10 principais ameaças para a saúde em 2019

Alerta inclui impactos causados pela poluição e mudanças climáticas


Surtos de doenças preveníveis por vacinação, altas taxas de obesidade infantil e sedentarismo, além de impactos à saúde causados pela poluição, pelas mudanças climáticas e pelas crises humanitárias. Estes são alguns dos itens que integram a lista das 10 principais ameaças à saúde global em 2019, divulgada nesta semana pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
A entidade pretende colocar em prática um novo plano estratégico, com duração de cinco anos, com o objetivo de garantir que 1 bilhão de pessoas a mais se beneficiem do acesso à saúde e da cobertura universal de saúde; estejam protegidas de emergências de saúde; 1 bilhão desfrutem de melhor saúde e bem-estar.

De acordo com a OMS, são as seguintes as questões que vão demandar mais atenção da organização e de seus parceiros neste ano:

Poluição do ar e mudanças climáticas

A estimativa da Organização Mundial da Saúde é que nove em cada 10 pessoas respiram ar poluído todos os dias. Poluentes microscópicos podem penetrar nos sistemas respiratório e circulatório, danificando pulmões, coração e cérebro, o que resulta na morte prematura de 7 milhões de pessoas todos os anos por enfermidades como câncer, acidente vascular cerebral e doenças cardiovasculares e pulmonares.

Doenças crônicas não transmissíveis

Dados da entidade mostram que doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares, são responsáveis por mais de 70% de todas as mortes no mundo – o equivalente a 41 milhões de pessoas. Isso inclui 15 milhões de pessoas que morrem prematuramente (entre 30 e 69 anos), sendo que mais de 85% dessas mortes prematuras ocorrem em países de baixa e média renda.

Pandemia de influenza

O mundo enfrentará outra pandemia de influenza – a única coisa que ainda não se sabe é quando chegará e o quão grave será. O alerta é da própria OMS, que diz monitorar constantemente a circulação dos vírus para detectar possíveis cepas pandêmicas.

Cenários de fragilidade e vulnerabilidade

A entidade destacou que mais de 1,6 bilhão de pessoas – 22% da população mundial – vivem em locais com crises prolongadas (uma combinação de fatores como seca, fome, conflitos e deslocamento populacional) e serviços de saúde mais frágeis. Nesses cenários, metade das principais metas de desenvolvimento sustentável, incluindo saúde infantil e materna, permanece não atendida.

Resistência antimicrobiana

A resistência antimicrobiana – capacidade de bactérias, parasitos, vírus e fungos resistirem a medicamentos como antibióticos e antivirais – ameaça, segundo a OMS, mandar a humanidade de volta a uma época em que não conseguia tratar facilmente infecções como pneumonia, tuberculose, gonorreia e salmonelose. “A incapacidade de prevenir infecções pode comprometer seriamente cirurgias e procedimentos como a quimioterapia”, alertou.

Ebola

No ano passado, a República Democrática do Congo passou por dois surtos de ebola, que se espalharam para cidades com mais de 1 milhão de pessoas. Uma das províncias afetadas também está em zona de conflito ativo. Em dezembro, representantes dos setores de saúde pública, saúde animal, transporte e turismo pediram à OMS e seus parceiros que considerem 2019 um "ano de ação sobre a preparação para emergências de saúde".

Atenção primária

Sistemas de saúde com atenção primária forte são classificados pela entidade como necessários para se alcançar a cobertura universal de saúde. No entanto, muitos países não têm instalações de atenção primária de saúde adequadas. Em outubro de 2018, todos os países-membro se comprometeram a renovar seu compromisso com a atenção primária de saúde, oficializado na declaração de Alma-Ata em 1978.

Vacinação

Segundo a OMS, a relutância ou a recusa para vacinar, apesar da disponibilidade da dose, ameaça reverter o progresso feito no combate a doenças evitáveis por imunização. O sarampo, por exemplo, teve aumento de 30% nos casos em todo o mundo. “[A vacina] é uma das formas mais custo-efetivas para evitar doenças – atualmente, previnem-se cerca de 2 milhões a 3 milhões de mortes por ano", diz a OMS. Além disso, 1,5 milhão de mortes poderiam ser evitadas se a cobertura global de vacinação tivesse maior alcance.

Dengue

Um grande número de casos de dengue é comumente registrado durante estações chuvosas de países como Bangladesh e Índia. Dados da OMS mostram que, atualmente, os casos vêm aumentando significativamente e que a doença já se espalha para países menos tropicais e mais temperados, como o Nepal. A estimativa é que 40% de todo o mundo esteja em risco de contrair o vírus – cerca de 390 milhões de infecções por ano.

HIV

De acordo com a entidade, apesar dos progressos, a epidemia de Aids continua a se alastrar pelo mundo, com quase 1 milhão de pessoas morrendo por HIV/aids a cada ano. Desde o início, mais de 70 milhões de pessoas adquiriram a infecção e cerca de 35 milhões morreram. Atualmente, cerca de 37 milhões vivem com HIV no mundo. Um grupo cada vez mais afetado são as adolescentes e as mulheres jovens (entre 15 e 24 anos), que representam uma em cada quatro infecções por HIV na África Subsaariana.

Fonte: Agência Brasil

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

DETRAN DIVULGA NOVAS REGRAS PARA LICENCIAMENTO ANUAL SEM VISTORIA

Na próxima segunda-feira (14/1), os usuários continuarão agendando o licenciamento pelo site do Detran (www.detran.rj.gov.br) ou pelo teleatendimento (3460-4040, 3460-4041, 0800-020-4040 e 0800-020-4041) e escolhendo a unidade de atendimento de sua preferência para emissão e entrega do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). O agendamento será efetuado após o pagamento dos custos de serviço, através da Guia de Recolhimento de Taxas (GRT), e do seguro DPVAT. A GRT custará R$ 202,55 e corresponde aos serviços de licenciamento, fiscalização e emissão do documento.

De acordo com a portaria 5533 do Detran, publicada nesta sexta-feira (11/1), passam a valer as novas regras do Detran para os procedimentos para o licenciamento anual obrigatório. Agora, a vistoria será exigida apenas para os automóveis submetidos a transferência de município, estado ou propriedade, além de veículos coletivos de passageiros (ônibus, micro-ônibus e vans), de carga e de transporte escolar.
Os demais estão dispensados da inspeção, mas seus proprietários deverão pagar as taxas de licenciamento e de emissão de documento. As medidas estão previstas na Lei 8.269/2018 e no decreto 46.549, baixado pelo governador Wilson Witzel em 1º de janeiro, e foram regulamentadas pelo Detran através de uma portaria publicada nesta sexta-feira.
Com as novas regras, o CRLV poderá ser pego nas 170 unidades de atendimento da vistoria do Detran, e não mais somente nos 51 postos que possuíam pátio. Além disso, o documento poderá ser retirado pelo proprietário ou por um emissário seu, que precisarão apresentar os originais da identidade e do CRV ou CRLV.
A nova regra estabelece que, ao efetivar o serviço, os clientes automaticamente reconhecerão que seus veículos estão em perfeitas condições de conservação, aptos a trafegar.
Já os automóveis movidos a gás natural veicular (GNV) continuam tendo a emissão do CRLV sem vistoria condicionada à comprovação do número do Certificado de Segurança Veicular — obtido após a inspeção dos cilindros de GNV realizada pelas oficinas credenciadas pelo Inmetro.
Em relação a vistorias não realizadas em anos anteriores, os proprietários desses veículos não precisarão fazê-las, mas deverão pagar o Seguro DPVAT e a GRT.

VISTORIA PARA QUEM PRECISA

A isenção de vistoria não abrange ônibus, micro-ônibus e vans para transporte escolar, de carga e passageiros. Os veículos registrados na categoria aluguel com carga igual ou superior à meia tonelada terão de apresentar uma cópia do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga no momento do licenciamento, segundo resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres.
Os veículos que necessitem de emissão do Certificado de Registro de Veículo terão que ser submetidos à vistoria nas seguintes situações: necessidade de segunda via de CRV, retificação ou acerto de dados, alteração de nome, baixa ou inclusão de alienação, transferência de propriedade, troca de município ou estado, alteração de característica e mudança de combustível ou de cor.
No caso de segunda via de CRV, baixa e inclusão de alienação, alteração de nome, retificação ou acerto de dados, não haverá necessidade de vistoria se esses automóveis já estiverem licenciados no ano corrente.

CALENDÁRIO PARA EMISSÃO DE CRLV

Para distribuir a demanda e evitar filas, o Detran continuará adotando o calendário de licenciamento segundo a placa dos automóveis. Assim, os proprietários daqueles com final 0 deverão providenciar o CRLV do ano até 31 de maio.
Veículos com placa de final 1 e 2 terão de estar com seus documentos emitidos até 28 de junho. Em seguida, será a vez dos veículos com placa terminando em 3 e 4, com prazo até 31 de julho.
Aqueles com final 5 e 6 deverão ter o CRLV emitidos até 31 de agosto. Os que tiverem placas terminando em 7 e 8 terão de estar com o licenciamento regularizado até 30 de setembro. Por fim, os com final 9 deverão ter o CRLV regularizado até 31 de outubro.

FISCALIZAÇÃO NAS RUAS


As regras preveem também a realização de blitzes para a fiscalização de trânsito para verificação das condições de segurança da frota


Fonte: Detran RJ

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

PREPARADO PARA O VERÃO?


Fonte: Tudo Sobre Seguros
Com a temperatura avançando além dos 30°C e chegando perto dos 40°C em algumas regiões do país, está claríssimo que o verão chegou.
Para muitas pessoas e empresas, essa é uma estação que oferece quantidade considerável de oportunidades de lazer e de negócios. No entanto, juntamente com tais possibilidades, surgem vários riscos. Conhecer esses riscos e ter os seguros adequados para se proteger deles é importante.


terça-feira, 27 de novembro de 2018

Check-up residencial para minimizar acidentes domésticos com idosos

Realizar o check-up residencial é uma das melhores maneiras de reduzir os riscos de acidentes na terceira idade. 

Segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), 75% das lesões sofridas por pessoas com mais de 60 anos são causadas por acidentes domésticos. Outro dado que mostra a importância do check-up é a estimativa da população idosa no Brasil, já que, de acordo com dados do IBGE, a população acima dos 60 anos superou a casa de 30 milhões de pessoas.

Segundo o doutor José Sallovitz, cardiologista e coordenador médico da Allianz Assistance, líder global em serviços de assistência 24 horas, “o acidente doméstico é um risco que pode ser evitado com pequenos cuidados no dia a dia, gerando uma melhor qualidade de vida para os idosos”.

Para o professor e mestre José Carlos Guerra, coordenador dos cursos de Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário Eniac, “a arquitetura define espaços/abrigos e, como tal, interfere e define a maneira como as pessoas vivem. No caso de idosos, assim como para as pessoas portadoras de necessidades especiais, várias medidas podem ser tomadas a fim de facilitar a mobilidade”.

Para tornar o ambiente residencial mais seguro e minimizar as chances de acidentes, o Dr. Sallovitz e o Prof. Guerra destacam 5 dicas importantes para os idosos.

Coloque barras de segurança
A queda é considerada o principal acidente doméstico e pode acontecer em diversos locais da residência, como corredores, escadas e banheiros. Segundo o professor, “colocar apoios é uma escolha que ajuda a tornar o ambiente mais seguro. Nesta idade, de maneira geral, temos alterações no equilíbrio, então as barras auxiliam no cotidiano, seja para tomar banho ou realizar tarefas simples, como troca de cômodo”.

Cuidado com os móveis
O espaço para circulação é extremamente importante para evitar acidentes. “Muitos móveis, mesas centrais, cômodas e plantas podem ser barreiras e provocar um acidente. O ideal é manter o caminho o mais livre possível, evitando esbarrões que podem resultar em contusões e quedas”, explica o Dr. José Sallovitz.

Ilumine o ambiente
Uma boa iluminação na casa é uma ótima maneira de evitar acidentes, principalmente quando existe algum problema de visão. “Quanto mais claro o ambiente, menores são as chances de esbarras em algo no caminho. Utilizar balizadores fixados nas paredes pode auxiliar, já que a luz de teto, algumas vezes, não é suficiente. Outra maneira é instalar mais interruptores, como em locais próximos à porta ou ao lado da cama”, sugere o doutor.

Retire os tapetes da casa
Por mais que os tapetes embelezem o ambiente, eles podem ser vilões para pessoas com passos mais lentos e arrastados. “O ideal, para evitar escorregões e tropeços, é a retirada deles. Mas outra solução é a utilização de tapetes antiderrapante ou fixadores de silicone em cada ponta”, sugere o Prof. Guerra.

Utilize poltronas e cadeiras com braços
Outro ponto de observação são as cadeiras e poltronas utilizadas na casa. “O ideal é que esses móveis tenham braços, gerando um apoio para a hora de se levantar ou sentar, auxiliando no equilíbrio e proporcionando maior segurança”, finaliza o Dr. José Sallovitz.

Sobre a Allianz Assistance
A Allianz Assistance é uma das marcas comerciais da Allianz Partners, empresa dedicada a garantir proteção e cuidado mundialmente, que pertence ao Grupo Allianz SE, e é líder B2B2C em soluções de assistência de seguros nas seguintes áreas de especialização: assistência global, saúde e vida internacional, automóvel e viagem. Estas soluções, que são uma combinação única de seguro, serviço e tecnologia, estão disponíveis para clientes institucionais ou através de canais diretos e digitais sob cinco marcas de renome internacional: Mondial Assistance, Allianz Assistance, Allianz Travel, Allianz Care e Allianz Automotive. Esta família global de mais de 19.000 colaboradores está presente em 78 países, fala 70 línguas e trata 54 milhões de casos por ano, protegendo clientes e funcionários em todos os continentes. No Brasil, a Allianz Partners tem mais de 20 anos de atuação, com cerca de 2.000 profissionais, uma célula médica com equipe trilíngue e 12.500 prestadores de serviços que vivem para ajudar.

Fonte: Allianz Assistance

sábado, 24 de novembro de 2018

Motoristas podem compartilhar Licenciamento Digital com outros celulares

Para facilitar a vida dos motoristas que possuem mais de um aparelho de telefonia móvel ou queiram emprestar o documento digital a um terceiro, a partir de agora, os condutores poderão compartilhar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV Digital) com até cinco outros aparelhos de celular ao mesmo tempo. Até o final deste mês a funcionalidade de descompartilhamento do documento também estará disponível.

Mais informações aqui   

Fonte: Governo do Brasil

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Cuidados ao utilizar o celular



Eles estão por todas as partes! Nas mãos dos jovens, dos adultos e até mesmo das crianças. Eles fazem de tudo: tocam música, nos conectam com as redes sociais e com a Internet e, fazem até ligações!
Embora seja muito útil e divertido, celular não é brinquedo não! É preciso usá-lo de forma correta para evitar acidentes indesejados. Por isso, tome nota de algumas dicas que preparamos para você fazer bom uso dessa tecnologia, sem colocar sua segurança em risco:
Não fale ao celular se ele estiver carregando, conectado à tomada: Utilizar o celular quando ele está conectado à rede elétrica pode ser perigosíssimo. Jamais utilize o aparelho nessas condições. Espere o tempo necessário para que o aparelho esteja carregado e faça uso dele apenas quando estiver desconectado da tomada. Assim, evitará o perigo de levar um choque elétrico.
Não manuseie o celular ou troque mensagens caminhando ou no trânsito: Muita gente comete esse erro e se coloca em grande risco de vida. Seja em casa ou na rua, não mexa nas funções de seu aparelho enquanto estiver em movimento. Grande parte das pessoas tem dificuldade para fazer duas coisas ao mesmo tempo e, por isso, ter atenção é importante, principalmente na hora de dirigir ou atravessar a rua. O celular é um dos principais vilões e pode reduzir em até 80% a atenção

Bateria | Curiosidades sobre a bateria:



Quanto tempo é necessário deixar o aparelho carregando pela primeira vez? Não há um tempo mínimo basta deixar o aparelho carregar até 100%.

Se eu deixar o aparelho com o carregador conectado após o carregamento completo pode explodir? 
É importante tomar alguns cuidados ao carregar:

-Não deixe o aparelho em coberta, sofá e outros.
-Não deixe o aparelho no Travesseiro.
-Não use carregadores paralelos.
-Não utilize fios descascados ou tomadas com mau contato.
-Evite o uso de adaptadores de tomadas

É claro que existem muitas outras dicas que você pode encontrar por meio de uma pesquisa ou conversa com seus pais, professores ou responsáveis. Mas, para começar, siga esses passos!
Celular é uma ferramenta muito útil para o dia a dia, não é mesmo? Mas não marque bobeira! Coloque as dicas que aprendeu em ação e aja sempre com segurança. Assim, não terá dor de cabeça e poderá curtir os benefícios que a tecnologia tem a oferecer a você!

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Nossa especialidade: atender as suas necessidades com o produto certo no mercado de seguros


Pensando em ficar seguro no trânsito, na sua residência , no trabalho, no lazer , nas atividades diárias e desfrutar de tranquilidade para você e sua família em tempos de riscos? Fale conosco, temos um produto específico para lhe atender e uma equipe treinada e especializada no mercado de seguros em Campos dos Goytacazes.


Nosso contato:


📧 seguroemtemposderiscos@gmail.com 

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Fique seguro em tempos de riscos




Trabalhamos com várias seguradoras e disponibilizamos diversas modalidades de seguros. 


Conte com nossa orientação e contrate o seu seguro com praticidade e segurança. 




Nossos canais de atendimento em Campos dos Goytacazes-RJ 


e-mail: seguroemtemposderiscos@gmail.com




quinta-feira, 7 de junho de 2018

O cuidado com os colaboradores que se reflete no sucesso da sua empresa.

O Seguro de Vida Empresarial é um contrato que a empresa faz com uma seguradora com o objetivo de garantir proteção financeira para empregados, sócios e executivos. 

O seguro oferece planos completos e acessíveis de proteção e assistência aos funcionários, seus colaboradores e seus familiares, além de minimizar impactos ocasionados por eventos inesperados como acidentes ou falecimento. 

O seguro de vida empresarial pode ser contratado por todos os tipos de empresa. 

Os custos podem ter a participação ou não dos colaboradores e a empresa poderá deduzir o valor do seguro no imposto de renda. 

Os benefícios podem ser estendidos a cônjuges e filhos. 

Fale com nossos consultores em Campos dos Goytacazes/RJ, conte com nossa orientação e conheça os produtos das seguradoras que representamos no mercado. 

Nossos canais de atendimento: 


e-mail: seguroemtemposderiscos@gmail.com

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Tranquilidade para seu futuro e de seus familiares


Os seguros de vida foram desenvolvidos para garantir o seu bem-estar e da sua família ao longo dos anos. 

Ele oferece diversas opções de contratação e coberturas feitas sob medida para suas necessidades.

O beneficiário pode, inclusive, ser o próprio cliente em caso de invalidez, doenças graves, diárias por incapacidade profissional por doença ou acidentes, entre outros. Fale conosco em Campos dos Goytacazes/RJ , escolha a melhor opção para você e conte com nossa orientação.



Canais de atendimento:


e-maill:  seguroemtemposderiscos@gmail.com 




sexta-feira, 1 de junho de 2018

Seguro do apartamento x seguro do condomínio . Qual a diferença?

Um dos motivos mais comentados entre aqueles que optam por morar em um apartamento é a segurança. Estar dentro de um condomínio, com estrutura, vigilância e espaços de lazer e ginástica, por exemplo, que permitem a prática de diversas atividades sem precisar sair de casa é um grande benefício, principalmente nas grandes cidades.
Além disso, ao morar em uma unidade residencial dentro de um condomínio, é possível utilizar a cobertura do seguro dentro do próprio apartamento, certo? Nem sempre. 
Para garantir a proteção dos seus bens e da sua família é preciso entender a diferença entre o seguro residencial do seu apartamento e o seguro do condomínio. Calma, nós vamos te ajudar!

Seguro Condomínio

Primeiro é importante que você saiba o que contempla o seguro condomínio. Então vamos lá: Cobertura obrigatória contra incêndio, queda de raio, explosão, queda de aeronaves e fumaça de acordo com as condições gerais do produto. 

Este seguro oferece cobertura ao prédio e conteúdo de uso exclusivo do condomínio e suas áreas comuns, não estando cobertos os danos causados aos bens de condôminos, salvo disposição em contrário constante nas coberturas contratadas. 

Neste tipo de seguro o condomínio pode contratar coberturas adicionais e opcionais que também garante as seguintes indenizações:

Danos a veículos causados por portões automáticos e queda de objetos (responsabilidade civil guarda de veículos de terceiros + portões automáticos); 

indenização de responsabilidade civil danos morais (decorrentes de sinistro amparado pela cobertura de responsabilidade civil e síndico – que prevê reembolso das quantias pelas quais o síndico vier a ser responsável, no caso de causar danos a terceiros);

Cobertura para fachadas externas envidraçadas, caso algum reparo seja necessário ao contratar quebra de vidros; 

Danos elétricos (Garante a indenização, até o Limite Máximo de Indenização, das perdas e/ou danos causados a máquinas, equipamentos, aparelhos eletro-eletrônicos ou instalações elétricas de qualquer tipo, decorrente de variações anormais de tensão, curto-circuito e calor gerado acidentalmente por eletricidade, descargas elétricas ou qualquer efeito ou fenômeno de natureza elétrica, bem como danos à instalações elétricas e equipamentos eletrônicos que sejam afetados por sobretensões, decorrentes de queda de raio, onde quer estes tenham ocorrido.e outras coberturas disponíveis no mercado);

E outras coberturas disponíveis no mercado.

Seguro Residencial


Este seguro garante o pagamento de indenização ao condômino por prejuízos decorrentes de eventos cobertos pelas garantias contratadas, ocorridos durante a vigência da Apólice, até o Limite Máximo de Indenização descrito na Apólice/Demonstrativo de Coberturas.

A apólice do seguro residencial prevê também as coberturas adicionais e opcionais  de responsabilidade civil que, apesar de sua extrema importância, nem sempre são levados em consideração no momento da contratação.

Por isso, daremos aqui uma breve explicação sobre eles :

  • Responsabilidade civil familiar - Quando contratado , o reembolso das despesas com danos corporais ou materiais, causados a terceiros sob responsabilidade do chefe de família;
  • Responsabilidade civil empregados domésticos - Quando contratado,indenização em caso de morte ou invalidez permanente decorrente de acidente sofrido pelos empregados no desempenho de suas funções;
  • Responsabilidade civil prática de esportes - Quando contratado, o reembolso das indenizações pagas por danos corporais e danos materiais causados a terceiros durante prática de esportes. 
Ou seja, se alguém for prejudicado involuntariamente por você ou por algum membro da sua família, este tipo de seguro garante que pelo menos o seu orçamento, ou parte dele, sairá ileso! 
Em situações difíceis, principalmente quando outras pessoas estão envolvidas, faz toda a diferença poder contar com o amparo do seguro de responsabilidade civil.
Outras coberturas adicionais e opcionais disponíveis no mercado: 
- Danos elétricos
- Roubo e furto 
- Perda/Pagamento de aluguel
- Vendaval, ciclone, furacão, tornado, granizo, queda de aeronaves, impacto de veículos terrestres e fumaça

- Quebra de Vidros

- E Outras 
Agora que explicamos as diferenças entre os seguros do apartamento e do condomínio, sabemos que ainda ficou uma pergunta: alguma cobertura do seguro condomínio pode ser utilizada pelos moradores em seu apartamento? Sim, mas é preciso estar atento às restrições. Algumas coberturas podem ser contratadas adicionalmente, como: incêndio, queda de raio, explosão, queda de aeronaves e fumaça; roubo/furto qualificado; desde que especificadas na apólice do condomínio e de acordo com os critérios estabelecidos nas condições gerais do produto. 

Entretanto, vale ressaltar que o limite contratado para as coberturas adicionais destinadas aos condôminos, em determinadas situações, pode não ser suficiente para ressarcir o prejuízo relativo às perdas e danos em sua residência (o limite máximo de indenização desta cobertura é único para todas as unidades autônomas).

Sendo assim, antes de optar entre os adicionais para condôminos ou pelo seguro residencial, é muito importante levar em consideração os benefícios oferecidos por ambos e avaliar cuidadosamente o limite máximo de indenização de cada um deles.

Ao contratar o seguro para sua casa ou apartamento, por exemplo, você poderá usufruir também dos serviços de assistência 24 horas garantidos pela apólice, como chaveiro e desentupimento, e ainda contará com algumas exclusividades:
  • Flexibilidade na contratação: escolher apenas as coberturas necessárias;
  • Rapidez na indenização dos prejuízos;
  • O segurado define a data de pagamento das parcelas;
  • Inspeção de risco rápida e eficaz;
  • Indenização do valor de novo nos prejuízos;Atendimento personalizado, sempre à disposição para tirar dúvidas.
O seguro condomínio com adicionais para condôminos pode ser uma boa opção, mas o único que garante a cobertura total dos seus bens e assistência em tempo integral é o seguro residencial.

Seguro é coisa séria, principalmente quando estamos falando sobre a segurança de nossos bens mais valiosos: família e lar. 
Fale conosco em Campos dos Goytacazes-RJ e agende uma visita com um de nossos consultores nos seguintes canais de atendimento:


e-mail: seguroemtemposderiscos@gmail.com  

terça-feira, 29 de maio de 2018

Seguros dos 30 aos 45 anos

Entre os 30 e 45 anos, as pessoas costumam ter filhos, muito trabalho, um patrimônio que precisa ser protegido, além de cuidados mais frequentes com a saúde.


O presidente da CNseg, Marcio Coriolano, fala sobre os produtos que o setor segurador oferece nessa fase da vida.






Fonte CNseg


Para se contratar um seguro é necessário consultoria e assessoramento para que não haja erros e prejuízos em um possível sinistro. 


Contato com o consultor securitário em Campos dos Goytacazes-RJ

Para falar conosco em Campos dos Goytacazes disponibilizamos os seguintes canais de Comunicação:


 e-mail  seguroemtemposderiscos@gmail.com


sábado, 28 de abril de 2018

Omissão de endereço do segurado leva a perda de indenização




Um segurado da Bradesco Seguros teve um pedido de  indenização pelo furto de seu automóvel negado pela  3ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. A decisão, por maioria, foi favorável à seguradora mantendo decisão anterior que negou a indenização.
O argumento usado pela defesa do segurado foi que a empresa se recusou a cumprir sua obrigação de ressarcimento apesar do contrato de seguro de automóvel. A negativa em pagar a indenização foi – de acordo com a seguradora – porque o réu teria omitido sua real residência no momento da celebração do contrato, fato que implica diretamente no aumento do risco do contrato, pois o endereço correto do autor é situado em área com maior grau de perigo.
A juíza titular da 7ª Vara Cível assegurou que “diante do fato de ter o autor prestado informações falsas, no momento da contratação, impondo desequilíbrio ao contrato, perde o direito à garantia, na forma do art. 766 do CCB, impondo-se o reconhecimento de improcedência dos pedidos deduzidos na inicial”.
Quebra de contrato 
O autor apresentou recurso afirmando que na hora de renovar o seguro não teve a oportunidade de informar e corrigir o endereço e que nunca omitiu o real local de sua residência, que estava em dia com os pagamentos devidos em razão do seguro, e que o contrato não delimitava a área para cobertura do seguro.
Ainda assim, os desembargadores entenderam que a sentença deveria ser mantida na íntegra e registraram: “In casu, ficou demonstrado que o apelante/autor prestou declaração inexata, omitindo o real endereço de pernoite do veículo, fato que aumentou concretamente o risco contratado, contribuindo para a maior probabilidade de ocorrência do sinistro”.

Fonte: CQCS

sábado, 14 de abril de 2018

Estudo mobile mapeia hábitos perigosos de motoristas no trânsito


Frenagem brusca, aceleração extrema acima do permitido e uso do celular são as principais atitudes identificadas

A Liberty Seguros realizou, durante o mês de dezembro, um estudo mobile com o objetivo de apontar as principais atitudes perigosas no trânsito por motoristas brasileiros. Para o mapeamento, a seguradora utilizou a tecnologia de telemetria, comunicação sem fio que compartilha dados de monitoramento por meio de diversas mídias como celulares, computadores ou enlaces ópticos.
O recurso está presente no aplicativo Direção em Conta, da companhia, que avalia a forma de dirigir de cada motorista para entendimento de sua condução e também geração de descontos individualizados em seguros auto da Liberty Seguros. O mapeamento ocorre mesmo quando o aparelho encontra-se bloqueado, visando aumentar a precisão das informações.
A análise foi feita todos os dias da semana entre 7h e 10h da manhã e avaliou mais de 10 mil viagens. Dentre os resultados, a pesquisa identificou que a atitude perigosa mais cometida é a de frenagem excessiva ou brusca, que ocorreu em mais de 51% das viagens. Além disso, o aplicativo também mensurou que em 21% das viagens os condutores aceleraram seus veículos de forma excessiva.
Quando se trata de outros comportamentos durante a direção, o estudo revela um dado extra: em 15% do total das viagens, os motoristas utilizaram o celular enquanto estavam na direção. Apesar da porcentagem baixa, o uso do celular pode ser considerado grave pelo risco da distração.
“Para nós, é muito relevante compreender a forma dos motoristas guiarem seus veículos e os ajudar a entender como podem melhorar sua condução. Essa é uma plataforma de extrema importância para a Liberty e foi desenvolvida para além de ajudar os usuários, recompensá-los, de acordo com sua condução, com descontos em apólices de seguro auto”, diz Paulo Umeki, vice-presidente técnico e de produtos da Liberty Seguros”. “A partir dessas análises, poderemos informar o nosso público e contribuir para um trânsito mais seguro e consciente”, finaliza.

Fonte CQCS

quarta-feira, 11 de abril de 2018

A Importância do Corretor de Seguros

O corretor de seguros é um especialista e a sua atuação é muito diferente da de um corretor de imóveis: vai desde a prospecção dos segurados, passa pela contratação, por eventual processo de regulação e liquidação de sinistro e vai até a renovação dos seguros que garantem a vida e o patrimônio do cidadão. Daí a sua importância social. 

Quem é o corretor de seguros? Entre as profissões menos conhecidas pelo cidadão brasileiro, o corretor de seguros tem lugar de destaque. Este desconhecimento é de tal ordem que vários tribunais de justiça estaduais têm posições diretamente opostas uns dos outros. 

Para alguns, o corretor de seguros é o representante da seguradora; para outros, é um mero vendedor; para outros, sua função é similar à dos corretores de imóveis; e para outros, é o representante do segurado perante a seguradora. 

Esta situação causa problemas de todas as ordens, inclusive no que tange a imagem do profissional, muitas vezes incompreendida até por quem trata com o setor de seguros. 

A verdade é que o corretor de seguros, pela própria essência de sua atividade, é um cidadão com papel chave no bem-estar da sociedade. Ele é responsável pela proteção do patrimônio das pessoas, da mesma forma que é responsável pela garantia do futuro de gente que, por uma razão ou outra, perde o arrimo da família. 

Cabe ao corretor de seguros oferecer as melhores soluções para estas situações, entendendo-se como melhores não apenas as mais baratas, mas principalmente as que blindem da forma mais hermética possível os danos decorrentes de eventos que atinjam os seus segurados. 

O corretor de seguros é um especialista. Alguém treinado para entender a dinâmica da vida, avaliar os diferentes tipos de risco, conhecer os danos possíveis e os produtos desenhados para minimizá-los. Mas sua atuação vai muito além. Cabe a ele assessorar o segurado durante toda a vigência do contrato de seguro. 

Ao contrário do corretor de imóveis, que, terminada a transação, encerra seu trabalho, o corretor de seguros começa a trabalhar na prospecção dos segurados, passa por todos os momentos da contratação da apólice, tem o dever de assessorar o segurado quando da ocorrência do evento coberto, durante todo o processo de regulação e liquidação do sinistro até o recebimento da indenização. Mas seu trabalho vai mais além. 

Cabe ao corretor de seguros estar ao lado do segurado no momento da renovação dos seus seguros. Informar a data do vencimento da apólice e, no momento oportuno, apresentar as melhores alternativas para manter a proteção adequada para aquele determinado risco. 

Definida a melhor alternativa, cabe a ele negociar com a seguradora de forma a proteger os interesses do segurado, evitando que, por desconhecimento, ele contrate algo que não é o ideal. Sob este aspecto, pode-se dizer que o corretor de seguros é tão essencial quanto o médico ou o advogado. 

Enquanto o médico trata da saúde e o advogado zela pelos direitos do cidadão, o corretor de seguros é quem garante o acesso à saúde, à proteção do patrimônio, ao complemento da aposentadoria e aos recursos necessários para a família seguir em frente após a morte de um de seus integrantes. 

É ele quem conhece as seguradoras e por isso sabe em que ramos esta ou aquela atua com mais eficiência, quais as regiões que uma ou outra preferem, que tipo de segurados são mais bem atendidos por cada uma delas, quais as vantagens de preço e cobertura que elas oferecem, como cada uma se comporta diante de determinadas situações, como elas procedem na regulação e liquidação dos sinistros, etc. 

O negócio de seguro é extremamente específico e técnico. Não é para amadores ou diletantes. A apólice é um contrato complexo, sofisticado, com variáveis determinadas por pequenos detalhes incluídos em cláusulas que podem fazer toda a diferença no momento do pagamento de uma indenização. 

Quem conhece este universo por dever de profissão é o corretor de seguros. As seguradoras não vendem seguros diretamente porque não saibam ou não possam fazê-lo. A razão para não fazerem isto num país como o Brasil é meramente pragmática. 

As seguradoras preferem comercializar suas apólices através de corretores de seguros porque sabem que é a melhor forma de reduzirem ao mínimo a possibilidade de problemas. Ora, se as seguradoras agem assim, qual o sentido do segurado pretender fazer de outro jeito?

Fonte: CQCS/Estadão